Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
Atraiçoada

O livro "Atraiçoada" está em festa. Tenho alguns exemplares para entrega imediata a preço reduzido, limitado ao stock existente .

Uma sugestão de oferta para este Natal.

 

Um livro sobre uma vida na Selva Amazonica Peruana no final do sec XX. Uma leitura viciante que cativa nas primeiras paginas, uma história extraordinaria e emocionante.

 

Podem ler alguns extractos assim como os varios comentarios, escolhendo na coluna de capitulos à esquerda.

 

 

Quem desejar aproveitar a campanha especial de Natal basta enviar um mail para kaiserine@sapo.pt 

 

 

 

 

 

Felizes Festas com presentes exclusivos para pessoas especiais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Infiel às 16:20
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009
Atraiçoada na internet

 

tudo acontece por alguma razão que, deverá (sempre) ser para evoluirmos

 

Comprar na internet exige confiança no site e, em troca queremos rapidez na entrega

 

o atraso que a editora teve na entrega dos livros, fez com que me sentisse vitima de extorsão, todos temos medo de ficar sem o nosso dinheiro, ninguem gosta de ser enganado

Pagar e receber é o que entendemos nesta sociedade consumista, e nisso sou igual a tantas outras pessos

O atraso que se verificou na entrega, a falta de noticias, levava-me a pensar nos que, tambem, em mim tinham confiado

Eu esperava saber quando os livros chegariam para poder indicar o mesmo a quem já mo tinha pago e, as semanas passaram e não tinha noticias, como tal também não poderia dá-las

Finalmente recebi um e-mail do responsavel pela Bubok em Portugal, Sr. Lemos, a seguir um link que ainda não me diz quando os livros chegam mas que, garante que a encomenda foi processada e que está a caminho da tipografia 

 

Com toda esta demora, iniciei uma busca sobre outras editoras e, descobri a Lulu, que fornece a Amazon

Foi facil fazer o upload do livro e já tenho ISBN

 

Se a Bubok não se tivesse atrasado na entrega dos livros nem me lembraria de procurar outra editora e o meu Atraiçoada esperaria a sua vez de ser lida na Peninsula Iberica

Com o Atraiçoada na Lulu já penso em o traduzir e alargar o mercado

 

http://www.lulu.com/content/paperback-book/atrai%c3%a7oada/7612224

 

A dificuldade continua a ser o custo dos portes, por isso investi na compra de mais exemplares que terei para entrega imediata, a preço de revenda

 

 

 

 

 

 

 

 

 Não podem acusar-me de não ser persistente 

 

 

 

 

 

 



publicado por Infiel às 19:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 8 de Agosto de 2009
Atraiçoada na TV

 

ainda não fizeram o filme mas estamos no trilho correcto hehehehe

 

nunca tinha pensado que fosse tão rapido a divulgação deste livro

Ainda ha uns meses pensava, como iria conseguir capital para publicar o livro e, de repente convidam-me para o publicar on line e em papel, com um minimo de investimento e, logo a seguir um convite para o divulgar no meio de comunicação social mais poderoso e eficiente

tive o meu momento de gloria, puro êxtase e climax emocional ao ver a capa em grande plano na caixinha magica

 

a simpatia, interesse e curiosidade da assistência deixou-me babada

 

se bem que o programa não tivesse sido como dito no convite, atingiu o objectivo: divulgar o "Atraiçoada"

 

ao contrario do que se possa pensar, não é um livro de cartas de desamor ou raiva, ele conta as peripecias e todos os estagios que uma mulher passa quando sente e sabe que o seu mundo está em colapso

 

todo este processo emocional tem como pano de fundo o facto de viverem na Amazonia e todas as aventuras que acontecem que, superam os limites da resistência humana aliada à tentativa de terem uma quinta de produção leiteira a funcionar

 

a ideia de trocarem a Europa por uma quinta no meio da Amazonia seria fantastica se, não houvesse um terceiro elemento na relação

o casamento é o nosso mundo e quando ele é abalado tudo se transforma

 

é um livro que foi escrito para não esquecer o que se passou naqueles 6 anos no Inferno

 esperando que hajam menos mulheres a passarem pelo processo de expiação por actos não cometidos

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Infiel às 00:39
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sábado, 11 de Julho de 2009
Atraiçoada

 

 

Graças ao convite da Marta, tive a oportunidade de publicar o meu livro "Atraiçoada"

 

Para o ter basta entrar no site

www.bubok.es/tienda ou www.bubok.pt

 

procurar em Portugues / Narrativa / novela

 

ou

entrar directamente na pagina do meu livro

 

http://www.bubok.com/libros/12751/Atraicoada

 

ou aqui

 

http://www.bubok.pt/libros/47/Atraicoada

 

 

e pedir que o enviem por correio ou descarrega-lo na íntegra para o computador

 

a Bubok, encarrega-se de o entregar na morada que indicarem, em qualquer lugar no mundo

O pedido é confidencial e demora entre 5 a 15 dias

 

- Se desejar que eu o envie (autografado, claro , basta escrever-me um mail para

kaiserine@sapo.pt

indicar nome. morada e quantos exemplares pretende

 

Os portes de Espanha encarecem o livro mas se mo pedirem só cobrarei o preço do livro, basta pedir-me o NIB e avisarem-me da transferência

 

 

- A editora Bubok é espanhola e virtual mas, dá  as mesmas garantias que todas as outras, a diferença é que cada autor tem a liberdade de editar, modificar e retirar

os lucros não são os anunciados mas, é mais barato que publicar numa editora tradicional e o investimento pode ser por fases

 

É facil de publicar o livro que se pretende e escolher se o queremos só vendido em papel ou/e permitir que qualquer um descarregue para o seu computador.

 

 

Além de dar a noticia que, também tu podes editar o teu livro, anuncio que o meu já está totalmente disponivel para, ao teu ritmo, acompanhares as minhas aventuras e desventuras na Selva Amazónica

 

Este é um post que, espero, agrade a todos

   

 

 

 

 

 

Agradeço a todos que aqui passaram e expressaram carinho e força para avançar com a publicação deste relato que, tanto me custou a escrever e, a todos que o irão ler e divulgar esta fase da minha vida.

 

 

 

Namasté

 

 


: Feliz

publicado por Infiel às 00:09
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008
um aparte

 

 

peço desculpa a quem aqui volta, buscando novos posts mas, tenho andado demasiado ocupada para dedicar tempo a este cantinho

 

 

além de que estou em "negociações" com uma editora que em pediu para parar com os posts até chegarmos a uma conclusão

 

 

 

agradeço a vossa visita e, brevemente darei noticias

 

 

Muito obrigado

 

um abraço

 

 

 



publicado por Infiel às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito

Domingo, 2 de Março de 2008
XII - Inverno de 97 2.h

 

 

Sentaram-se numa das mesas de madeira junto a uma janela de rede mosquiteira.
Pediram uma Inka cola, bebida açucarada com que tentavam minorar a sede.
  
- “Tu a mim não me amas, porque nenhum homem maltrata uma mulher de quem goste, como tu me maltrataste. Mas, aviso-te, tem cuidado com essa mulher, ela não é quem tu pensas que é. Ela é falsa e mentirosa”
- “Há dias em que me pergunto a mim próprio, se não a conheci para destruir a minha vida!”
- “A minha vida ela já destruiu e se não destruiu a tua só tu saberás.”
- “Diz-me o que pensas dela!” – queria a opinião de uma amiga
- “Não posso, tens de ser tu a descobrir. Só te posso dizer para teres cuidado e não confiares demasiado.”
- “Ela é boa actriz. Uma vez disse-me que estava gravida. Havias de a ver, parecia mesmo que estava a falar verdade. Mas não podia ser porque eu sabia que ela estava menstruada e eu sempre evitei. Depois começou a rir à gargalhada, a dizer que estava a brincar comigo”
- “Tentou suicidar-se?”
- “Já nem sei!”
*
- “Tem cuidado! O nosso casamento é uma fantochada mas não te dá o direito de me maltratares, nem de me trocares por uma gaja qualquer. Eu vou embora, tudo o que tenho, fica contigo. Não tenho planos, nem consigo pensar direito, tou doente e tenho de me tratar, deixo-te os meus cães, cuida deles.”
- “Pois! Os teus cães! Eles também são meus e nunca os maltratei!”
- “Não me obrigues a dizer-te o que já lhes fizeste – não estava com disposição de discutir – Se quiseres ficar com essa gaja, ficas mas... aviso-te: tem muito cuidado ao decidires o que queres da tua vida e o que essa mulher pode representar nela!”
- “Achas que ela te poderá substituir? Nunca ninguém te irá substituir! As tuas coisas estão cá e serão sempre tuas. Foi só uma aventura!”
- “Uma aventura? Rica aventura!! Continua a divertir-te que fazes muito bem!”
- “Já deve estar na hora do avião”
- “Não sei mas vamos ver.”
 
*
Mas o avião que, estava atrasado, aterrou e, levantou voo, sem que dessem por isso! Ainda tentou uma boleia no avião da Marinha, mas eles já não iriam voar nesse dia.
Ela tinha ligação com o voo intercontinental e as suas malas tinham partido. Telefonou para Lima, não haveria problema ir no dia seguinte e poderia identificar as malas no aeroporto.
*
Voltou a casa!
*
No dia seguinte os cães não a largavam, como eles sabem!, despediu-se deles e do cavalo.
Quatro horas antes do voo o marido deixou-a no aeroporto – nesse dia ela tinha de ir! – dizendo que tinha de ir confirmar o contracto com a PRONAA.  
-“Mas eu vou contigo, não ha necessidade de ficar aqui tanto tempo á espera.”
-“Não é necessário, eu já venho. E tu não saias daqui porque hoje tens mesmo de ir, as malas já estão em Lima! – sorria
 
Ficou no aeroporto onde um ano antes chorava no seu ombro com as saudades da despedida.
Quando voltou, teve a sensação de que vinha feliz, que tinha estado com a outra ou porque ela se iria embora?!
Não lhe perguntou, observava-o a mascar uma pastilha e sem um beijo virou-lhe as costas e entrou na área reservada aos passageiros.
*
Com bastantes atrasos e correrias conseguiu embarcar no gigante da KLM, rumo à Holanda, onde a sua amiga a esperava.
Era o primeiro dia de voo intercontinental não fumador! Mas dormiu quase todo o caminho, coisa que nunca se tinha passado.
*

Estava de novo no ar e, de volta à Europa.

*

*



publicado por Infiel às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008
XII - Inverno de 97 2.d

 

 

 

 

 

 post

apagado

 

 

obrigado

 

 

 

 



publicado por Infiel às 13:31
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Domingo, 17 de Fevereiro de 2008
XII - Inverno de 97 2.b

 

 

 

 

 

post apagado

 

 

obrigado

 

 

 



publicado por Infiel às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008
XII - Inverno de 97 2.a

  

 

14 de Fevereiro, dia dos namorados. Na véspera teria sido uma data a ser recordada por ambos, faziam anos que tinham começado a viver juntos mas, nenhum dos dois se recordou da ocasião.
*
Nessa manhã ele, acorda bem disposto. Toma duche e escolhe roupa que lhe faz sobressair seus musculos.  Preparava-se para ir á cidade e nada indicava que queria ser acompanhado. Ela impôs a sua presença, hoje não iria sozinho.
 “Porquê? Por ser dia dos namorados? Eu não vou ter com ela!” dizia com um sorriso nos lábios. Como ele sabia o que se comemorava nesse dia mas tinha-se esquecido do da véspera!!!?? Não importa. - "Hoje vamos os dois!”- o seu tom não admitia recusa. Mas ele fez questão de ir ter com o seu amigo vaqueiro, enquanto ela se vestia. Voltou menos feliz mas não ofereceu resistência á companhia da esposa.
*
Na cidade encontraram um amigo, jantaram os três. Por todo o lado haviam balões em forma de coração. Boa conversa, risos e, no restaurante estava uma miúda, acompanhada por 2 americanos.
- “És a esposa dele, não!” – era a confirmação e não uma pergunta.
- “Sim”
- “Eu conheci-o o ano passado quando estava a tirar fotocopias. Ele me contou que sabes falar muito bem Inglês, que és professora e que trabalhavas em turismo. Eu queria saber se vais dar aulas aqui, porque precisava de desenvolver o meu Inglês!” não parecia cínica, nem que estivesse a mentir, confirmava o comportamento normal do marido, falando dela a estranhos com orgulho e confiança, antes de ter encontrado a outra.
*
Foram ao Mandingo, estava repleto. A menina lá estava! Estacionou a 2 metros deles. Ele, aparentemente, nem a olhava, abraçava a esposa, beijando-lhe os cabelos, pedindo calma e, acrescentando que seria só uma bebida. A menina vai buscar um homem e vai dançar mesmo à sua frente, faz festas no cabelo do outro, beija-lhe os peitos e o pescoço e, olha para eles, provocadoramente. Todas as miúdas na discoteca os observavam, com cara de :’quem é esta? Ele é casado?’
*
Ela observa-as, miúdas pintadas, vestidas de negro e vermelho, saias e camisas curtas, mostrando atributos e aparentando uma grande felicidade e diversão. Quando tinha a idade delas talvez também tivesse tido o mesmo ar mas havia uma distância entre elas.
*
A outra continua provocando-os, dançando á sua frente.
 
 
 
 
 


publicado por Infiel às 12:18
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008
XI - Encontros 1.b

 

 

 

post apagado

 

 

 

obrigado

 

 

 

 



publicado por Infiel às 18:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008
XI - Encontros 1.a

 

 

XI
 
 
ENCONTROS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
post apagado
 
obrigado
 
 
 
 
 


publicado por Infiel às 21:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.ultimos capitulos

. Atraiçoada

. Atraiçoada na internet

. Atraiçoada na TV

. Atraiçoada

.primeiros capitulos

. Dezembro 2011

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.mais comentados
25 comentários
14 comentários
.outras vidas

. FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

. Software para o Coração.....

. Atraiçoada

. Infiel

. Desistir/Recomeçar

. Palavras

. Venha dai, está convidado...

. Sexualidade feminina do s...

. Gratidão....

. Porque hoje é domingo - v...

.pesquisar
 

Subscribe to Infiel

.subscrever feeds