Terça-feira, 22 de Abril de 2008
XIV - Verão de 98 - 1.c

 

 

 

 

 

 

Onde irá àquela hora, já não havia transporte público. Não devia ter muito dinheiro. Onde ia ele? A arma assustou-a, a atitude do irmão surpreendeu-a. Ele queria matar o seu Apolo? Na altura, até se perguntara porquê o que tinha feito ele? Devia estar mesmo doente, para impedir o irmão e não deixá-lo sair da propriedade, bem se arrependeu, mas fê-lo! Correu para junto de Apolo.
*
- “Miguel não! Larga a arma! Não!”
*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


publicado por Infiel às 09:05
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.ultimos capitulos

. Atraiçoada

. ...

. Atraiçoada - entrevista

. Atraiçoada eleita!

.primeiros capitulos

. Dezembro 2011

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.mais comentados
25 comentários
16 comentários
14 comentários
.outras vidas

. FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

. Software para o Coração.....

. Atraiçoada

. Infiel

. Desistir/Recomeçar

. Palavras

. Venha dai, está convidado...

. Sexualidade feminina do s...

. Gratidão....

. Porque hoje é domingo - v...

.pesquisar
 

Subscribe to Infiel

.subscrever feeds