Quinta-feira, 28 de Maio de 2009
XVI - O recital 1.c

 

 

 

Não estava muita gente, foi de imediato detectada. A menina estava no balcão, rodeada de homens e de cerveja na mão. Não via outras mulheres. Foi ao banho. Voltou e, a menina tinha desaparecido! Sentou-se e pediu um refrigerante. A outra não voltou. Lembrou-se se esta lhe estaria preparando alguma cilada, resolveu voltar a casa.
No caminho, pensava se o marido dormiria. Mas, ao chegar ele estava vestido mas deitado sobre a cama. Esperava-a, tranquilo, perguntou-lhe se tinha gostado e, adormeceram abraçados.
*
Na manhã seguinte o Goophy continuava apático. Para o alegrar levou-o ao km 49 para ter a sua companhia na venda do leite. Aí havia um Posto Médico, resolveu informar-se sobre a ferida do seu bicho. A enfermeira, depois de se recuperar do susto de ver um cão e, não uma pessoa, foi solicita e identificou o alto como uma ferida normal da zona.
*
Tinha sido picado por uma mosca. Essa mosca deixara ovos na ferida, os chamados gusanos (vermes), e havia de os fazer sair. Segundo a sua experiência, a ferida devia ser regada com gasolina e tapada. Não gostou da sugestão mas, agradeceu e perguntou o preço da consulta.
*
Como não tinha a carteira consigo, deixou-lhe uma pulseira de ouro, de que nunca se separava, como penhora. Voltou a casa. De repente lembrou-se que não devia ter deixado a pulseira, esta valia muito mais que os míseros 5 Soles que lhe tinham pedido pela consulta e, recorda-se de muitas historias contadas sobre vigaristas .
*
O marido estava no estábulo e, nem a viu. Foi à carteira tirou o dinheiro e voltou ao km 49 para resgatar a pulseira. Quando, de novo regressou a casa Apolo já a estava esperando. Contou-lhe o que tinha acontecido no Posto médico.
*
Rebentou uma reacção colérica. Gritou que ela estava interferindo no seu tratamento, que fazia tudo o que queria, que não o respeitava. Ela estava petrificada com a sua reacção. “E o médico tirou-lhe os gusanos?”, disse-lhe que não com a cabeça, olhando-o de olhos muito abertos, pensando porque estava a reagir daquela maneira.

 

 

 

 

 



publicado por Infiel às 01:08
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Marta a 30 de Junho de 2009 às 22:01
Dada a natureza e conteúdo da sua escrita, faz todo o sentido intrometer-me nest post...
Chamo-me Marta Furtado e estou a colaborar com uma nova editora, aliás uma nova forma de editar, a Bubok, que depois de um sucesso enorme em Espanha está também disponível para os autores portugueses em www.bubok.pt. O sucesso da Bubok em Espanha é muito fácil de explicar, todos podem publicar gratuitamente (em formato papel e em e-book) e a margem para o autor é de 80%!
Visite a Bubok.Pt e, se tiver alguma dúvida escreva-me para: marta.furtado@bubok.com.


De Infiel a 5 de Julho de 2009 às 20:00

Ola Marta

agradeço seu comentario e como tive oportunidade de lhe dizer gostei imenso de saber da Bubok

se bem que a margem de lucro, não seja os 80% como anunciados é uma oportunidade que vou aproveitar

brevemente terei a prova de que o seu comentario era o momento que aguardava

um abraço com mil sorrisos



De Marta Furtado a 6 de Julho de 2009 às 09:56
Bom dia Infiel.

Ficamos muito contentes de saber que vai publicar com a Bubok.Pt. Conte com o nosso apoio para o que precisar. Nesta altura de lançamento da Bubok em Portugal, tem-nos sido muito gratificante a reacção positiva dos autores portugueses.
Quanto às receitas do seu livro, concluido o processo de publicação, terá de definir a margem de lucro da qual recebe os prometidos 80%. Em caso de dúvida relativamente a este cálculo, não hesite em contactar-me: marta.furtado@bubok.com.

A Bubok.Pt existe para os autores e, por isso, estamos à sua disposição.


De Infiel a 6 de Julho de 2009 às 23:23

Ola Marta

agradeço-lhe o ter entrado na minha vida
gostei imenso do site e da maneira como se pode editar, é facil e acessivel

publicar em papel é oneroso, muito mesmo!
ja editei e publiquei o livro, até ja vendi 1 exemplar (alem daquele que eu comprei) e um e-book tambem mas, enquanto não receber a copia em minha casa e, confirmar que no papel sai exactamente como desejo, vai permanecer escondido

por isso sei o preço do livro e se acrescentasse 80% seria muito mais caro que uma grama de ouro, mesmo acrescentando só 40% seria exorbitante para um livro sem fotografias e capa de couro

acho que deviam mudar essa frase para algo como: pode vender o livro ao preço que desejar

quem compra não vai pensar que os escritores irão enriquecer por venderem 2 livros e quem edita não se sente enganado pela promessa

- irei publicita.lo com os devidos creditos, mas depois de o ver


um abraço


Comentar post

.ultimos capitulos

. Atraiçoada

. ...

. Atraiçoada - entrevista

. Atraiçoada eleita!

.primeiros capitulos

. Dezembro 2011

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.mais comentados
25 comentários
16 comentários
14 comentários
.outras vidas

. FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

. Software para o Coração.....

. Atraiçoada

. Infiel

. Desistir/Recomeçar

. Palavras

. Venha dai, está convidado...

. Sexualidade feminina do s...

. Gratidão....

. Porque hoje é domingo - v...

.quantos acompanham
.Atraiçoada - aqui:
Support independent publishing: Buy this book on Lulu.></a>
<div class=
Rosa de S

Cria o teu cartão de visita
.pesquisar
 

Subscribe to Infiel

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post